SEJAM BEM-VINDOS!!!

Olá a todos!!! Gostaria de dar as boas-vindas aos novos visitantes do MalddiBlog! Durante muito tempo fui averso à criação de um blog. O assunto tomou conta da web e encheu o saco! Mas isso se deu por conta de eu ter visitado blogs completamente inúteis!!! Sem falar dos "terríveis" fotologs, flogs ou sei lá o quê, que tem aos montes por aí!!! É tanta coisa inútil vinda de gente q não tem o que fazer, que eu fico pasmo! Tem gente que posta até fotos de nuvens! E o que dizer dakelas fotos tiradas "de cima" pelo próprio "fotógrafo"? OHHH NOOOOO!!!!!!!
Bem, já deu pra perceber que, com esse blog, eu kero mesmo é "cutucar a onça com vara curta"!!! Vou "garfar" muita gente!!! Espero que gostem e, claro, comentem! Grande abraço a todos e...
OHHH YEAHHH!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Deus? Que Deus???




Olá pessoal! Há muito não posto nada no MalddiBlog (2 anos, pra ser mais exato!). Coitado, ele estava entregue às traças! Mas resolvi desenterrá-lo! Está aqui um post novinho em folha, que muitos de vocês receberam via email. Gostaria que comentassem citando e explicando com suas próprias palavras, por favor!

Deus? Que Deus? Por vezes vejo pessoas criticando os povos da Idade Média ou qualquer outra civilização anterior à nossa... Essas pessoas se acham superiores a nossos antepassados pois elas têm celular, TV, Internet, micro-ondas, podem ir à praia usando fio dental, etc... Enfim, julgam-se pessoas altamente desenvolvidas e avançadas. Pois bem, agora vamos ao ponto que interessa: Se somos tão mais avançados que nossos antepassados, por que vivemos tão mal? Por que convivemos com tantas guerras, desastres naturais, fome e violência nos dias de hoje? Será que a evolução da qual falamos se resume apenas à tecnologia? No caso da resposta ser afirmativa, eu proponho mais uma pergunta: Então, se temos tanta tecnologia e ela não nos ajuda a viver melhor do que gerações passadas, de que vale tudo isso?
Cheguei aos meus 28 anos e descobri uma coisa: DEUS NÃO EXISTE! Sim, exatamente isso, ele não existe. Mas antes que vocês me achem louco ou coisa parecida, eu vos explico o porquê da minha conclusão: não é possível que haja uma força maior do que tudo e todos, uma força tal que nos criou, e que nos permita conviver com tanta coisa ruim. Calma pessoal! Eu não mudei de assunto do nada. Está tudo interligado. Tenham calma e continuem lendo... Eu vou provar para vocês que Deus não existe. Existe sim, uma força maior que todos nós, mas de sobrenatural esta força não tem nada. Todos nós conhecemos o poder desta força. Esta força chama-se DINHEIRO. Devido a ele, vivemos todos enganados pelos donos do mundo. Gente que vende a imagem de um Deus invisível que nos criou, nos jogou nesse mundo por motivo nenhum, mas, mesmo assim, temos de viver sob sua vontade e obedecer às suas regras, pois, caso contrário, eles nos punirá nos fazendo queimar no fogo do inferno por toda a eternidade. Mas ele faz isso porque nos ama e quer o nosso bem. Ah, sem contar que ele precisa de dinheiro também. Claro, o que seria da Igreja Católica sem o Estado do Vaticano, a Basílica de São Pedro e várias outras igrejas com o interior banhado a ouro espalhadas pelo mundo? E o que seria a Igreja Universal do Reino de Deus sem a caríssima Catedral Mundial da Fé e outros templos altamente luxuosos situados no Brasil, Europa e EUA?
Nesse parágrafo, quero que continuem raciocinando comigo. Deus não te deu um cérebro? Então utilize-o!!! Vamos lá! Vou continuar provando que Deus não existe... Vejamos: o Brasil é um país de maioria católica, certo? Se fôssemos colonizados pelos ingleses ainda seríamos maioria católica? Tic, tac, tic, tac, tic, tac... A resposta é: NÃO!!! A Inglaterra é um país protestante, assim como os EUA, a Dinamarca, a Suécia, a Finlândia e outros. Sendo assim, concluímos que o fato de sermos maioria católicos se dá ao fato de termos sido colonizados por outro país católico: Portugal. Protestantismo e catolicismo são apenas duas das várias religiões que descendem do Cristianismo. Por sua vez, o protestantismo inglês, representado pela Igreja Anglicana também se subdivide em várias outras religiões. O catolicismo também gerou várias outras religiões e assim por diante. Se religião é algo tão bom e Deus é um só, pra que tanta religião? Agora vamos pensar sobre as religiões das centenas de tribos africanas, nas religiões das tribos indígenas da América do Sul e nas inúmeras religiões distribuídas pelo Extremo Oriente, tais como o hinduísmo, o budismo, o taoísmo, o confucionismo e o xintoísmo. Pensaram? Agora me respondam uma coisa: o Deus que figura nossa cultura afro-luso-brasileira também figura todas essas religiões citadas? Já pararam pra pensar que o nosso Deus não significa absolutamente nada para uma gigantesca parte da população da Terra? Pois essas pessoas têm sua própria cultura e seus próprios deuses. E é total imbecilidade nossa acreditar num Deus cultural, criado para segurar nossas rédeas e deter o nosso desenvolvimento. E, quando digo desenvolvimento, estou falando de nos desenvolvermos como seres humanos, pois tecnologia sem humanidade não é NADA! Não adianta haver tanta religião no mundo, pois cada uma prega ser superior à suas concorrentes. Se Deus é onipotente e onisciente, não deveria haver religiões, pois Deus estaria acima de TODAS elas.
No entanto, não é isso que vemos. Vivemos num mundo cada vez mais dividido. Além das milhares religiões espalhadas pelo mundo, e deste estar repartido em Estados e nações, ainda existem os blocos sócio-econômicos: UE, Mercosul, BRIC, G7, NAFTA, APEC, Pacto Andino, etc... Isso não é nada bom, como muitos pensam. Toda divisão gera diferenças. Nesse momento, tudo o que não precisamos é exaltar nossas diferenças. Pelo contrário, precisamos é valorizar o que temos em comum. Pra que tanta religião? Pra que tanta fronteira? Se somos tão diferentes, por que morremos das mesmas doenças???
Meus amigos, nunca abram a boca para falar mal das civilizações anteriores à nossa. - Voltei ao 1º parágrafo - Aquelas civilizações viveram outra realidade. Em civilizações passadas, o dinheiro não tinha a importância que tem hoje. As populações era mais homogêneas, tanto cultural quanto socialmente falando. Não havia tanta riqueza material concentrada nas mãos de tão poucos. Sendo assim, tudo era melhor dividido, inclusive o conhecimento e a educação. O que a nossa sociedade enfrenta nos dias de hoje é o acúmulo de riqueza (e poder) por uma parcela cada vez menor da população. Nos EUA, por exemplo, 1% da população concentra 40% da riqueza do país! O que sobra, ou seja, os 60% da riqueza, tem que ser dividida pelos 99% restantes do povo. Concentração de riqueza se traduz diretamente em concentração de poder. Dinheiro é PODER. Vocês sabiam que na lista das maiores economias mundiais estão várias empresas privadas? Não entenderam? Vou explicar: existem empresas que têm mais poder econômico do que muitos países inteiros!!! E a tendência é isso piorar cada vez mais. A moda agora é a chamada "fusão". Não contentes com o poder que detêm e a influência que exercem, muitas empresas estão se juntado para se tornarem ainda maiores. Sabe o que isso significa? Significa, meus amigos, que o mundo já não é mais governado pelos chefes de Estado, e sim pelos mega empresários. O mundo está nas mãos deles. Esses mega empresários são os donos do mundo aos quais me referi no parágrafo 2. Tudo o que ocorre em nosso planeta é consequência direta dos interesses dos donos do mundo. Eu disse TUDO. Por pior que seja o fato: guerras, fome, intolerância, terrorismo, etc, tudo é produto da vontade de um grupo de pessoas que detêm o destino da humanidade em suas mãos. Tudo o que gera mais lucro e riqueza para essas pessoas será instaurado na sociedade, mesmo que isso signifique a morte de milhares de pessoas.
Daqui para frente, pensem nisso. Observem que tudo o que ocorre à nossa volta é vontade de outras pessoas que sabem o que querem e o que estão fazendo. Diante dessa realidade, podemos afirmar que a decadência na qualidade da música contemporânea foi algo planejado, pois tudo que nos eleva culturalmente faz mal para o sistema. E o que falar sobre os programas de TV? Aliás, a TV foi a maior jogada de marketing de todos os tempos. Vocês pensam que a TV existe para nos entreter e nos informar... Besteira! Já pôde ter sido assim um dia. Atualmente a TV só serve para nos alienar. Tolos os que pensam que isso é direcionado apenas à TV Globo. Todos os canais de TV têm papel importante na alienação da sociedade, tanto aqui no Brasil quanto fora dele. Os EUA são os campeões nessa categoria (e em várias outras), com suas séries abordando assuntos idiotas e abstratos que têm o papel de prender o telespectador num enredo que não tem começo, meio ou fim. No entanto, essas séries são originadas com o intuito de fazer o telespectador achar que está assistindo algo de qualidade e que difere do resto da programação da TV. E eles acreditam nisso! Geralmente quem assiste a este tipo de programa se acha "intelectual". Esse é exatamente o propósito dessas séries que, no fim, não apresenta nada de enriquecedor. Da mesma forma, qualquer notícia que possa se tornar motivo para prender as pessoas em frente à TV é explorado ao máximo, mesmo que essa exploração passe por cima da ética e destrua vidas inteiras. Não é por acaso a popularização dos programas que abordam a vida íntima dos artistas. Se houvesse um mínimo de bom senso, esses programas não existiriam, pois a vida íntima de uma pessoa não importa a mais ninguém que não seja ela mesma, assim penso. Mas, quando tratamos de dinheiro (audiência) ninguém pensa em ética e bom senso. O engraçado é que estas pessoas, que produzem esses programas que invadem a vida pessoal de outros indivíduos são as mesmas que nos vendem a imagem de Deus! Alguns desses programas acabam com o apresentador dizendo assim: "Fiquem com Deus e até amanhã!" Mas como??? Como ficar na companhia de Deus se estou assistindo a um programa que se ocupa em invadir a privacidade de seres humanos que sofrem com isso? Esse é mais um indício de que Deus não existe. Não pode haver um Deus que permita tamanha hipocrisia.
Misturando o que eu disse sobre as religiões e o que falei a respeito dos donos do mundo e, considerando que os chefes religiosos também constituem uma parcela da cúpula que está na direção da sociedade, posso afirmar que Deus não passa de um produto. Aliás, é o produto mais rentável de todos os tempos, diga-se de passagem. E, como toda empresa, a igreja vai tentar defender o seu produto e continuar investindo maciçamente em seu marketing, para que não perca sua "clientela". Cada religião defende seu produto da maneira que pode, assim como adota diferentes estratégias de marketing, a fim de se manterem competitivas diante do mercado da fé. Deus é o produto mais importante para os donos do mundo, pois é através dele que o "controle" sobre a sociedade é mantido. Da mesma forma, Deus tem sido o principal motivo da maioria das guerras que assolam a humanidade desde os primórdios. É o produto perfeito: por um lado ele causa a guerra, por outro, ele é usado para controlar a sociedade, incitando-a a buscar mais e mais o próprio Deus, causando um efeito dominó. Se for para crer num Deus assim, prefiro continuar afirmando que ele NÃO EXISTE!
Meus amigos, o meu intuito é de que possamos retirar a palavra Deus de nosso vocabulário, assim como jogar fora todo esse pensamento comum que a mídia nos impõe. Temos que nos voltar para as coisas que nos acontecem de verdade, ao invés de ficar sentados à frente da TV, absorvendo fantasia atrás de fantasia. Definitivamente, optar por uma escola de samba, um time de futebol, e qualquer destas bobagens, não é tão importante para nossas vidas como a mídia tentar nos fazer acreditar. Temos que voltar nossa atenção para as nossas necessidades. Criar um mundinho e tentar viver nele, acreditando que um dia alcançaremos a felicidade e o sucesso, é egoísmo. É dessa forma que o sistema quer que pensemos. O mundo não será um lugar melhor para vivermos se nós batalharmos somente pela nossa própria felicidade. É preciso exercitarmos o Deus que vive dentro de cada um de nós. Sim, porque Deus é uma extensão de nosso corpo, de nossos pensamentos e de nossas atitudes. Nós temos o poder para mudar o mundo, mas temos que nos ajudar. De nada adianta falarmos tanto em Deus, se nos deixamos acreditar que precisamos de um lugar cheio de pompa para podermos encontrá-lo. Deus está à nossa volta e dentro de nós e não precisa de nosso dinheiro. Vamos nos tornar melhores pais, melhores filhos, melhores irmãos e, principalmente, melhores amigos. Vamos nos amar mais, nos ajudar mais, ter mais compaixão pelo nosso semelhante, pois cada um de nós é parte integrante de um imenso organismo vivo chamado planeta Terra, e todos nós temos o nosso valor, assim como as plantas e os outros animais. Vamos continuar mantendo a nossa fé, não a fé na hipocrisia, mas sim a fé de que juntos podemos construir um mundo melhor e mais justo, sem nos deixar levar pelos interesses dos donos do mundo. Que tal se pensássemos a respeito?
Agora é a vez de vocês concordarem ou discordarem! Comentem! Grande abraço a todos e...
OHHH YEAHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!

11 comentários:

Leonardo Rocha disse...

Pois é meu amigo, primeiramente parabéns pela postagem foi de muito bom senso. Certamente as religiões foram criadas conforme a necessidade que cada cultura teve de se manter em meio ao desaparecimento de muitas outras, criaram mitos da cosmogênese entre outras coisas, tudo para manter sua identidade tanto a nível cultural como ideológico. E hoje cada um busca a "ideologia" que mais lhe convém, cabe a nós respeitarmos o grau de entendimento de cada um e fazendo nossa parte, j´aque nós acreditamos que o que faz a diferença são os atos. Sejamos nós melhores páis, melhores amigos, melhores irmãos, melhores filhos em nossa humanidade e assim serviremos de exemplo sem alarde de que o Deus de nosso coração e de nossa compreenção é o que vale, o Grande arquiteto que fez da forma que ainda não compreendemos e estamos não muito perto de compreender esse tão maravilhoso Universo que não conhecemos nem 1/10. Não temos que fazer com que eles aceitem isso, mas que compreendam e a compreenção só vem pela própria vontade e pré-disposição à determinado conhecimento. Que a Paz esteja sempre contigo
LR'.'

Adriana Gama disse...

Disse muito bem, Deus é Luz, se ele é Luz como pode precisar de dinheiro? Infelizmente o povo é ignorante demais, se querer ajudar alguém faça isso sem dar dinheiro a essas igrejas, é simples, e funciona!! Um grande texto que todos deveriam ler!

Bjs

tinhosometal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tinhosometal disse...

Fico feliz que vc é mais um que entende a grande farça da humanidade, infelizmente de gerações em gerações tudo evolui menos a mente humana que continua sendo enganada por aqueles que tem o poder como seu meio mais facil de ganhar dinheiro,pois sem o pobre o rico não existe,daí varias instituições religiosas ou não tomam dinheiro de pessoas necessitadas explorando uma fé ou soluções que não existem, pois essas num trazem milagre nenhum as pessoas continuam com suas humildes vidas e por mtas vezes passando mais necessidades ainda... sou adepto da ideologia do thelema que diz que de deus o interesse é divino,do homem o interesse é a humanidade , e o meu interesse é simplesmente eu mesmo,me colocando acima de tudo,eu sempre em 1° lugar,mas enfim meu deus é a natureza que me dá todos os artificios para sobreviver e não está além do possivel nem do impossivel...
Um Grande Abraço Mano Malddi... Estamos aí firme e forte sempre!

Bam Lima disse...

Olha, realmente o texto é perfeito, concordo inteiramente com tudo citado, e gostaria de dar parabens ao meu irmão porque ele é um gênio.
Beijos!

Patrícia disse...

Honestamente, é uma das coisas mais coerente e inteligente que já li nos ultimos tempos, e óh que leio pra caramba, é , sem palavaras , e concordo em gênero número e grau com cada palavra. A D O R E I!!!

Thiago disse...

E ae Maldittu!!aqui é o THiago Hard Poser =p
porra..MUITO BOM esse texto,muito bom msmo,eu com Ateu ortodoxo to quase chorando aqui ahah =p
e o melhor de tudo:ele possui ARGUMENTOS!

mandou benzao no texto!parabéns o/

Anônimo disse...

polêmicos portanto anualmente máquinas vamos néctar advinda condenadas implícitos acelerada

Gabriela disse...

Nem tudo o que todo mundo diz sobre deus é verdade.

Sim eu acredito em deus por razões diversas...razões que alguém que já se convenceu do contrário não vai entender...tem coisas que precisamos viver..logo Não posso fazer você concordar comigo já que partimos de pontos diferentes de análises.

Mas gostaria de ressaltar alguns pontos: deus não criou a religião, existe livre-arbítrio,muitas igrejas ( católicas e protestantes) surgem com preceitos completamente desvirtuados...


Eu sugiro uma coisa....leiam a biblia e decubram o que lá está escrito, um exercício interesante será notar como o que está escrito e o que aconteceu divergem...
A culpa disso é de quem? deus?

Tem muita gente hoje se enganando, sejam os ateus ou cristãos....

A propósito, texto muito bem escrito, mesmo não concordando não posso deixar de reconhecer...

xGrind disse...

Se Deus existe, como ele deixa as pessoas boas morrerem e as más continuarem matando? Perdi meu 2 avôs esse ano, 1 no meio do ano por doença e 1 há menos de uma semana devido a um acidente de carro. Meu avô estava vindo de um baile com minha avó, e um cara bêbado, na contra mão, em alta velocidade bateu no carro dele. O carro de meu avô deu perda total e meu avô teve 4 costelas quebradas e minha avó bateu a cabeça. Meu avô ficou internado por 3 dias e chegou a falecer, porque uma costela perfurou seu pulmão. O cara que estava bêbado não foi nem preso, e se recusou a fazer o exame de bafômetro.

Meu avô era uma pessoa que ia na missa toda semana, tinha várias imagens de santo em sua casa e ajudava a igreja de sua comunidade.

Aconteceu nada com o cara, nem com o carro dele. E esse já era o 4º acidente que esse cara se envolvia e bêbado.

Agora eu pergunto. Deus existe? Se existe, como pode deixar que pessoas de bem morram, e pessoas más continuem por aí matando?



Rafael Neri disse...

Sei que faz tempo a postagem mas vou arriscar comentar pois o tema é interessante.

Concordo com muitas das coisas que você falou e dos problemas que citou mas cá entre nós, se eles não existissem isso não se chamaria terra e sim céu.